terça-feira, 26 de abril de 2016

Work, work, work, work, work!

Senhores passageiros.
Estou cansado. Ainda nem o mundo acordou, já eu estou a chegar ao aeroporto! São 6 da manhã e já tenho meio avião embarcado! Eram 3:50 da manhã toca o primeiro despertador. Nem o ouvi. Toca o segundo, e a minha cabeça parece um bombo. 
Estou de mau humor. É o quarto dia seguido que me tenho que levantar a esta hora e não há paciência!




Felizmente a tripulação de hoje era bastante experiente. Sendo eu o mais novato de todos contando 5 anos a voar. Não há paciência para novas hoje! Não tenho novas hoje, Praise the lord, Aleluia!

Há passageiros. Inevitável! Ainda que com a minha pior cara, e o meu mais falso sorriso, há pessoas que me disseram que o voo de hoje foi muito agradável. E fico com isso!! :) yes, bitches, I'm freaking professional, quéq vocês pensam?! Ainda que no fundo esteja a pensar, "ahah obrigado, mas a senhora foi uma chata do c*rªl*o durante todo o voo! Adeus obrigado, até (nunca) à próxima!"

Que dia, nossa senhora, virgem maria! De tão mau que foi até me torna religioso x)
Foi realmente do mais cansativo que poderia haver, contrastando completamente com o dia de ontem, que foi genial, magnífico e fácil. Agradável.
Mas claro, na aviação cada dia é um dia diferente, cada voo é um voo diferente, ainda que o trabalho seja repetitivo (e bota repetitivo nisso!) os passageiros são sempre todos diferentes, e são grupos diferentes. Saímos de casa sem saber com o que contar, até sem saber se vamos voltar! But oh well. É isso que torna este trabalho tão interessante.

xxx
K.

sábado, 23 de abril de 2016

Planning is not easy.

O calendário de refeições está a demorar mais do que o esperado. Não é assim tão fácil fazer uma selecção de receitas e meta-las num horário semanal tão descontrolado como o meu.
Ainda por cima, cada vez que me sento a fazê-lo, há alguém a interromper-me. Seja por telefone, por skype ou até em casa.
Parece que o tempo não me chega. Adiaremos mais um dia esta tarefa!! -.-'
Mas ainda que não consiga fazer o plano hoje, pelo menos ando a comer bem! Juro!

x)
Boa noite!

xxx
K.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Eating healthy.

Senhores passageiros,
Com o ritmo tão acelerado que a minha vida toma, por vezes torna-se difícil comer adequadamente. E como um bom tripulante que sou, como sempre de pé, e a correr.
Até em casa como a correr, porque preciso de tempo para fazer tudo aquilo que não faço nas horas em que estou nos céus!

Hoje dei por mim a pensar na minha alimentação, e a pensar que o caminho que estou a tomar não é o mais indicado. Comer tão rápido, refeições preparadas e comidas rápidas (aka fast food) está a fazer com que o meu peso aumente e a minha actividade física diminua...
Foi então, que hoje num dos meus dias livres decidi passar pela Fnac e gastei 40€ em livros de receitas saudáveis. Um deles de receitas ligeiras fáceis de preparar, outro de redução de colesterol e outro de apenas verduras, sim, porque é do que careço.

Senti-me satisfeito. Depois de fazer isso, cheguei a casa, vi umas receitas, fiz uma lista de compras, e fui ao supermercado abastecer-me de alimentos (foram verduras e vegetais com fartura!) Até um salmãozinho comprei!
Acabei por cozinhar uma Moussaka para jantar. Onde reinou a beringela, e mais alguns vegetais. Pelo menos foi tudo fresco, e recém cozinhado em casa. 

Claro, convém dizer que eu odeio cozinhar! Odeio a cozinha. Não estou habituado a cozinhar, e é aquele sitio da casa que guardo uma repulsão especial :) Mas valeu a pena! 
Há hábitos que temos que mudar.
O próximo passo será elaborar um calendário de refeições, com receitas saudáveis para o pequeno almoço, almoço e jantar. E claro está, tentar seguir à risca esse plano.

Com a falta de tempo, e as correrias entre aeroporto e casa, torna-se numa missão quase impossível.
Fazer exercício também estaria bem... Tenho que ver se consigo encaixar algumas horas de ginásio nesta grande confusão de horário que tenho.

Agora, o melhor é ir descansar, porque amanhã saio para Roma às 6 da madrugada!

xxx
K.

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Mudasti.

Ao rever este blog, que parado no tempo estava, entrou-me uma grande nostalgia. Como mudei!
Como cresci! E tudo aquilo que já consegui?! Com o meu trabalho, com o meu próprio esforço!
Impressionante.
Consegui comprar um milhão de coisas que me propus. Coisas que no passado eram inatingíveis!
Mas pedrinha a pedrinha vamos construindo o nosso pequeno castelo.
E isso é uma coisa fantástica :)

Nas minhas relações pessoais, como madurei! Sou todo um adulto crescido, com enormes responsabilidades. Já estou numa relação de 2 anos com um senhor comandante de aviões. Wow. Sou eu?? O mesmo de antes?
Estas pequenas análises da vida, aquecem-nos o coração.

xxx
K.

Long time no see.

Creio que passou cerca de mais de um ano desde que escrevi algo neste blog. 
A vida dá muitas voltas, muitas coisas acontecem, e a verdade é que perdi a paciência para escrever para os outros lerem.
Creio que esse foi o meu maior problema, começar a escrever para os outros.

Faltava-me o assunto, faltava-me o interesse, o tema, a chispa.
Foi então que me decantei por um diário pessoal, em papel, com tinta de esferográfica. Onde posso escrever aquilo que quero, e aquilo que não quero. 
Onde não me tenho que preocupar se a minha escrita tem sentido. Se o conjunto de palavras é agradável ao passar dos olhos. Uma coisa é certa. Nunca deixarei de escrever. E criar um diário de papel foi a melhor coisa que fiz.

Ainda que goste de blogs, e goste de escrever em plataformas digitais. Sei que esta plataforma seguirá aqui. 
E tal como hoje, voltei. Porque quando há paixão pela escrita, não importa onde o faças. Apenas fá-lo.
Voltarei, sim. Talvez amanhã! ;) 

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Destination: Paradise!

Senhoras e Senhores,

Estou de férias! Por fim, as minhas tão merecidas férias!
(Teoricamente ainda não estou, mas estou a 2 standby's da total libertação de deveres laborais.)

Estou super contente. Tenho por fim tempo para mim, para as minhas coisinhas e para não fazer nada. Tenho tempo para ver quem mais gosto, e tempo para viajar!
Depois de passar mais de 1 ano sem férias, eis que chega o meu mês!

Vou de férias gente, depois posto fotos! :D

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Spotify vs. iTunes

Senhoras e Senhores, bem-vindos a bordo!

Hoje vamos falar de Música!
Eu adoro música, estou sempre a ouvi-la. Todos os momentos são óptimos para sacar do meu iPhone, e desfrutar de uma boa música. Não me recordo de nenhum momento em que tenha andado de carro, com o rádio apagado!
Enfim, isto tudo para vos dizer que a música é muito importante para mim!

Toda a música que tinha há alguns anos atrás na minha adolescência era pirateada. Creio que há alguns anos atrás quando surgiu o P2P, torrents, partilha de ficheiros não fazia outra coisa que era downloads ilegais. Era tudo grátis! Fantástico!!! (e para dizer a verdade, como adolescente, não tinha possibilidades de comprar música!)

Entretanto os anos passaram, e a minha biblioteca de música que ultrapassava os 5GB de ilegalidades, ardeu completamente quando um dos meus antigos computadores avariou.

Entretanto, eu ia ouvindo música aqui e ali, através do youtube, através de mais uns quantos downloads...

E o Spotify apareceu na minha vida! 
Dei por mim deslumbrado com o serviço, a subscrever imediatamente para uma conta Premium, em que pagava 9.99€ e tinha toda a música do mundo, num único programa no meu computador, no telemóvel e no iPad! Podia ouvir toda a música que eu quisesse com um leque de artistas e canções verdadeiramente amplio... Quantas vezes eu quisesse. Que fantástico!

Pois resulta que ao fim de 20 meses a pagar Spotify, a coisa não me deixou assim tão contente. Além de por duas vezes as minhas playlists se terem evaporado do meu iPhone enquanto estava na rua, por ter mais que 3 dispositivos (meus) que corriam o Spotify.
Segundo eles só permitem o máximo de 3! E ao passar esse limite, apaga toda a tua música que está guardada offline nos teus dispositivos.
Teria que fazer um restore de mais de 500 músicas nas minhas playlists e playlists que seguia... Sim, para recuperar tudo, levou-me cerca de 1hora a refazer o download. (Por duas vezes)

Depois dei por mim a fazer contas.
€9.99 x 20meses = €199.80

WOW!!! Gastei 200€ em música sem dar por isso!!

Depois pus-me a pensar... Se eu efectivamente andasse a comprar música em vez de "alugá-la" , teria uma biblioteca de álbuns "meus" enorme! Estes 200€ teriam valido imenso a pena e olhem só para a quantidade de álbuns que me poderiam pertencer!! E agora penso. Que tempo, e dinheiro tão mal gasto!!
O Spotify minha gente, não passa de uma ilusão! Uma ilusão criada que nos faz acreditar que possuímos toda a música aqui e agora.

Desisti da minha conta premium do Spotify! Já que estou a gastar dinheiro em música de qualquer maneira, prefiro fazê-lo de mim, para mim! (estes 200€ teriam valido imensos álbuns, que só teria que os pagar uma vez!!!) 

Então virei-me para o iTunes. Que esteve sempre aqui, na verdade, mas que era completamente menosprezado e ignorado. Pensava eu, que 10€ por um álbum era caríssimo! Uma simples música 1.29€ ?! Não, nem pensar, não vou dar todo esse dinheiro por uma simples música! Até que olhei para os 200€ que gastei, e vejo-me de mãos a abanar porque deixei o Spotify, e não possuo "nada desta bida"!

Comecei a comprar no iTunes. Aos poucos irei construindo a minha biblioteca de música, devidamente salvaguardada na nuvem, para quando algum computador arder, também não perder toda a música que comprei.
A verdade é que dei por mim a navegar na iTunes Store, e encontrei imensas promoções! Muitas músicas a um preço bastante acessível em pacotes promocionais, ou álbuns promocionais.

Assim, só gasto dinheiro uma vez! E quando a minha biblioteca estiver composta, até poderei poupar mais do que alguma vez pouparia no Spotify! Porque músicas novas não saem todos os meses, de certeza que haverá meses em que não gastarei um tostão em música, simplesmente porque não há novidades.

E hei... deixei de piratear porque comecei gastar dinheiro no Spotify. E agora dou por mim a comprar os meus próprios álbuns.

Pelo menos os artistas que gosto são de alguma maneira recompensados. Sei que as editoras ficam com grande fatia dos meus gastos. Mas pelo menos, estou a fazer as coisas legalmente, e estou orgulhoso de estar a contribuir e a suportar os artistas de quem gosto.


Agora queria de facto saber, o que vocês acham sobre isto?!
Como consomem a vossa música?

Um grande abraço,
xxx
K.
 

No. of Passengers

Blogroll

About